Contate-nos

Siga-nos

Meditação é mesmo tudo isso?

Meditação é a prática de usar várias técnicas para treinar e concentrar a mente . O mundo moderno tem-se tornado cada vez mais conectado, frenético e multi-tarefas. A meditação pode muito bem tornar-se o próximo passo para a nossa evolução.

Religiões e filosofias orientais sempre enalteceram os benefícios da meditação. No Ocidente, temos sido mais céticos quanto aos benefícios de ficar quieto e fazer “nada”. Ao longo das últimas décadas, a ciência tem aplicado ferramentas como a ressonância magnética e técnicas de pesquisa rigorosas, como estudos longitudinais, para desafiar as reivindicações contra os benefícios da meditação.

As provas têm sido consistentes e impressionantes:

  • A meditação mantém o cérebro jovem.

O Springer’s Journal of Cognitive Enhancement publicou recentemente um dos mais extensos estudos longitudinais sobre meditação até à data. Os seus dados estendem-se por sete anos e mostram como a meditação previne o declínio relacionado com a idade, isto é, mantém o nosso cérebro jovem.

O estudo iniciou-se em 2011 com uma população dos 22 aos 69 anos que frequentou um retiro de meditação por três meses.

As descobertas feitas logo após ao retiro, revelaram que a formação melhorou o bem-estar emocional dos participantes e levou-os a desempenhar melhor as tarefas relacionadas com o foco e a atenção.

Sete anos depois, os investigadores voltaram as atenções ao grupo. Todos os participantes relataram que continuaram a meditar em alguma forma.  As avaliações mostraram que as suas melhorias mentais tinham resistido ao teste do tempo. Estes benefícios foram especialmente verdadeiros para os participantes mais velhos.

  • A meditação mantém o cérebro em forma e forte.

Pensava-se que depois de uma certa idade, algures nos anos 20, o cérebro pára de crescer e começa a declinar. Esta abordagem simplista foi refutada e substituída pelo conceito de neuroplasticidade. Neuroplasticidade é a capacidade do cérebro de se moldar e formar. Os caminhos neurológicos que usamos ficam cada vez mais fortes.